Pesquisa da Assembleia Legislativa revela que 45% dos gaúchos perderam mais da metade da renda durante a pandemia

Uma pesquisa encomendada pela Assembleia Legislativa identificou que 45% dos gaúchos estão vivendo com menos da metade da renda que tinham antes da pandemia. Este e outros indicadores sobre o agravamento da condição social no Rio Grande do Sul serão divulgados na próxima quarta-feira (22), às 14h, em transmissão ao vivo. O estudo realizado pelo Instituto Pesquisas de Opinião (IPO) ouviu 1.500 pessoas, em todas as regiões do estado, para identificar as principais percepções sobre o cenário e sobre a elaboração de políticas públicas de combate à desigualdade social.

O presidente da Casa, deputado Gabriel Souza (MDB), explica que a partir da pesquisa, o objetivo é subsidiar o Legislativo para propor soluções que alcancem a população mais vulnerável e que possam ser transformadas em ações legislativas. A apresentação do levantamento será feita pela cientista social e política, diretora do IPO, Elis Radmann.

A pesquisa é a terceira promovida pelo Parlamento gaúcho junto aos gaúchos este ano e integra a programação do projeto “O RS PÓS-PANDEMIA”. Realizado em agosto, o debate sobre o tema promovido pela Assembleia reuniu especialistas, que responderam ao questionamento: “Como enfrentar a desigualdade social agravada pela pandemia?”. Para o presidente Gabriel, o alastramento da Covid-19 evidenciou o desequilíbrio social e econômico em todo o país e é preciso, além de uma discussão profunda, que sejam construídos projetos que alcancem a parcela da população mais afetada. “Este levantamento busca entender a situação dos gaúchos, impactos financeiros e perspectivas para sugerir proposições que contribuam para reduzir as diferenças”, destaca o parlamentar.

« Voltar